rez@rafaelrez.com

Entendendo a razão de ser do Marketing de Conteúdo

5 de março de 2013
Nenhum Comentário

Apesar de não ser algo novo, marketing de conteúdo ainda é uma abordagem inusitada para muitas empresas e difícil de compreender por alguns profissionais de marketing, publicidade e comunicação em geral. A velha forma de fazer o discurso, baseado apenas na transação de venda, agora muda radicalmente com a existência da internet.

Vivemos durante todo o século XX uma era de discurso, agora que temos ferramentas que permitem o diálogo e a conversação global numa escala sem precedentes, ainda estamos aprendendo a lidar com todas estas mudanças e esta nova forma de pensar e agir dos consumidores.

Para entender a razão de verdade para se fazer conteúdo, você deve olhar todo o espectro de compromisso com o cliente e entender quais razões ele deveria ter para querer se relacionar com a sua marca. Seu conteúdo e suas histórias são o único diferencial que você realmente possui.

Basicamente, marketing de conteúdo é a arte de se comunicar com seus futuros clientes sem a ansiedade de vender algo a eles logo de cara. Em vez de lançar seus produtos ou serviços, você está contanto histórias e criando uma cultura em torno da sua marca, fortalecendo uma comunidade e dando ela uma identidade, algo que une as pontas num todo. O foco do marketing passa a ser o relacionamento com o clienteNão é conteúdo de marketing, é marketing através do conteúdo.

Como agem os bons criadores de conteúdo

Os melhores criadores de conteúdo veem sua história como parte central de sua existência. Eles não geram  o conteúdo como uma tarefa ou uma campanha. Suas histórias são parte fundamental de suas identidades e são estas histórias que refletem a razão ser da marca. Pense em marcas como Nike, RedBull, Coca-Cola. Elas não vendem produtos, vendem histórias sobre desempenho, superação, bem estar. Parece fácil, mas é uma enorme mudança de paradigma para a maioria das empresas.

Os melhores criadores de conteúdo têm uma voz única. Suas histórias não se confundem com nenhuma outra e sua voz não se perde em meio à multidão. Pelo contrário, a multidão repete e quer participar de suas histórias.

Pensar desta forma em breve será uma das únicas formas de realmente atingir o coração das pessoas. Só depois o bolso delas estará ao alcance.

Alcançar este status requer muito trabalho, mas basicamente envolve algumas etapas:

  1. Fazer saber da sua existência
    Como as pessoas chegam à sua marca? Quais necessidades ou desejos seu produto ou serviço atende?
  2. Ser interessante
    As histórias que estes produtos ou serviços contam, são de interesse de quem? Uma vez que ouvem o que você tem a dizer, soa interessante sob o ponto de vista delas?
  3. Ganhar a confiança
    O cliente pode confiar no que sua marca diz? Quais histórias você pode contar, quais conteúdos pode compartilhar que suportem a sua visão?
  4. Gerar envolvimento
    Suas histórias são capazes de gerar envolvimento? As pessoas querem ser parte delas? Contariam para um amigo algo sobre a sua marca?
  5. Mostrar-se diferente
    Como suas histórias podem ser únicas e se tornar parte da vida das pessoas? O que difere sua marca de todas as outras?
  6. Conectar as pessoas
    Sua marca consegue criar ambientes onde possa receber as pessoas e dar-lhes voz? Um Fórum, um blog, um evento, algo que permita que as pessoas se apropriem da marca?
  7. Mostrar seus valores
    Uma vez servindo de plataforma para conectar pessoas com as mesmas necessidades ou desejos, você pode mostrar seus valores e buscar tornar seus clientes verdadeiros advogados da marca.

Logicamente, seguir este caminho exige boa vontade e uma radical mudança de postura. Fazer marketing de conteúdo a sério exige um comprometimento verdadeiro com o cliente e suas necessidades.

Mas a recompensa vem aos montes, pode ter certeza.

Texto original.

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI", publicado pela DVS Editora. Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica, já atendeu mais de 1.000 clientes em 20 anos de carreira. Co-fundador da startup GoMarketing.cloud. Fundou seu primeiro negócio em 2002, de onde saiu no final de 2010. Foi sócio de outros negócios desde então, mantendo sempre como atividade principal a direção geral da Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor em diversas instituições: HSM Educação, ILADEC, Cambury, ESAMC,ALFA, ESPM, INSPER. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Sua vez de falar

Seu e-mail não será publicado