rez@rafaelrez.com

A diferença entre marca e logotipo ou a diferença entre marketing e design

Quando um cliente solicita um planejamento de projeto o uso das palavras corretas nos lugares corretos pode fazer a diferença entre um envolvimento maior ou menor da equipe de projeto, principalmente se o projeto envolver a criação de um conceito para uma marca, o que é muito comum em Hotsites e sites experimentais, por exemplo.

Comecei a pensar nisso depois que uma simples troca de palavras levou à uma disussão xiita sobre o qual o objetivo do projeto. Depois de 3 horas de discussão o cliente conseguiu demonstrar o seu ponto vista de uma forma tão clara e tão nítida como eu nunca tinha visto antes. Para comunicar aos outros envolvidos no projeto as razões da mudança, precisei explicar os diferentes focos de atuação do design e do marketing, as complementaridades e porque toda a mudança de rumo havia acontecido.

Uma parte deste texto está aí logo abaixo. Foi bom revistar as origens, mais uma vez.

=====================

Num mundo onde o universo de produtos e serviços é cada vez maior, uma identidade visual coerente é o melhor meio de identificar uma empresa, tanto institucionalmente quanto mercadologicamente.

Além de contribuir na identificação com o público-alvo, que é a principal finalidade de um logotipo, uma boa identidade visual é uma parte fundamental do marketing, contribuindo também para as relações públicas, financeiras e institucionais.

No entanto, é comum ver uma confusão entre os conceitos de logotipo e marca.

O que é um logotipo

Um logotipo é composto por partes distintas: o símbolo e a tipografia, que juntos compõe o logotipo em si. O logotipo é o nome fantasia da empresa e pode ser inclusive registrado via INPI. O INPI chama isso de registro de marca, mas na verdade é registrado o logotipo enão a marca.

O símbolo é uma ilustração que visa representar graficamente um conceito, dando um significado ao logotipo. Juntos símbolo e logotipo compõe a marca (ou a representação gráfica da marca).

O logotipo é desenvolvido dentro dos domínios do Design Gráfico, baseado em informações de público-alvo, mercado de atuação, objetivos estratégicos e conceitos definidos para a marca.

A marca é este conjunto único, compreendido pelo símbolo, logotipo e cores. Ela é o principal elemento da identidade visual da empresa e deve ser aplicada dentro das especificações apresentadas num Manual de Identidade Visual, obedecendo todas as relações de proporções entre seus elementos e formas de aplicação pré-definidas, que visam manter sempre a mesma identificação visual, independente do contexto gráfico em que a marca esteja inserida.

O que é uma marca

Na visão do marketing, a marca vai além da sua própria representação gráfica. A marca é uma essência, um conceito que é representado por cores, símbolos, logotipo, emoções e experiências que são levadas ao mercado através de produtos ou serviços.

Neste sentido mais amplo, o logotipo é apenas uma parte da marca. O símbolo da Nike não é a marca em si, mas representa os conceitos de esportividade que a Nike quer associar à sua marca. A maçã da Apple não é a marca em si, mas representa os conceitos de inovação e alta tecnologia que a Apple associa a si mesma.

“Logomarca”

A confusão nasce quando se cruzam os conceitos de marca e logotipo. É muito comum ouvir a palavra “logomarca” ao invés de logotipo. Logomarca é um neologismo que gera uma confusão razoável, principalmente quando designers mais xiitas se irritam com a expressão, que de fato não existe.

Quando se adota a perspectiva do marketing, a mesma reação xiita ocorre ao se confundir marca e logotipo. Para o cliente, o que importa no final das contas é que a experiência seja significativa e memorável!

.

Se quiser, siga-me no Twitter: @RafaelROliveira

.

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI", publicado pela DVS Editora. Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica, já atendeu mais de 1.000 clientes em 20 anos de carreira. Co-fundador da startup GoMarketing.cloud. Fundou seu primeiro negócio em 2002, de onde saiu no final de 2010. Foi sócio de outros negócios desde então, mantendo sempre como atividade principal a direção geral da Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor em diversas instituições: HSM Educação, ILADEC, Cambury, ESAMC,ALFA, ESPM, INSPER. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

  • Pingback: Logo, marca, logotipo ou (logomarca)… « Primapress ()

  • Boa observação.. Mas neologismos e expressões errôneas ocorrem quando pessoas pouco qualificadas tentam falar sobre algo que não entende ou entendem parcialmente. Mas de que adianta brigar?? Você tem razão… Mas para um designer logomarca é sempre uma ofensa aos ouvidos… heheh

  • Pingback: Algumas diferenças… « Professor José Anderson ()

  • O que eu aprendi e que faz mais sentido para muitos de meus colegas, é que marca é um conjunto de idéias, que une história, valores, em cima de um nome. A marca é representada visualmente por assianturas visuais feitas com logotipo e símbolo, logotipo e slogan ou só logotipo.

    Marca não seria a mesma coisa que a assinatura ou seja, não é a uma “nomenclatura diferente” para a Assinatura da Identidade

    EX: A Marca Apple, que produz aparelhos visionários, tão admirada pelo público jovem, tem o símbolo mais conhecido (a maçã) do que seu logotipo completo (com nome escrito).

  • Amei xta materia

  • isso aí, Rafael, a questão gira mesmo em torno das áreas de conhecimento.
    no final das contas é questão de nomenclatura… conforme o domínio de cada área: marketing ou design.
    muito bom!

  • Pingback: “Logomarcas” | samantha rosa ()

Sua vez de falar

Seu e-mail não será publicado