rez@rafaelrez.com

Instruções para uso de elevadores

19 de abril de 2008
2 Comentários

Essa é para todos os arquitetos de informação e profissionais envolvidos com questões de usabilidade.

Quando a gente diz que o usuário tem dificuldades para operar até os mais elementares comandos de qualquer sistema, 11 em 10 vezes ouvimos aquele comentário: “Imagina… como é que as pessoas não vão saber usar algo tão simples. Você está exagerando!”.

Se fosse verdade, os elevadores precisariam de instruções?

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI", publicado pela DVS Editora. Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica, já atendeu mais de 1.000 clientes em 20 anos de carreira. Co-fundador da startup GoMarketing.cloud. Fundou seu primeiro negócio em 2002, de onde saiu no final de 2010. Foi sócio de outros negócios desde então, mantendo sempre como atividade principal a direção geral da Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor em diversas instituições: HSM Educação, ILADEC, Cambury, ESAMC,ALFA, ESPM, INSPER. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

  • Ótimo! Hehehehehe… outro dia fiz um post sobre a dificuldade da operação, na parte interna do elevador. As pessoas têm de entender que as outras pessoas não pensam, necessariamente, como elas. Têm que entender os usuários, antes de projetar um dispositivo, independente da sua complexidade. Ah! Andei dando uma olhada no seu blog. Parabéns! Vou adicioná-lo no meu blogroll. Abrs!

  • Interessante isso, não? Uma vez eu estava na portaria de um prédio com um amigo para visitar outro. Ao chegar no elevador, ele apertou o botão para descer. Aquilo me surpreendeu, afinal a gente tinha que subir. Perguntei o motivo de ter apertado o botão para baixo e ele me disse:
    – O elevador está no quinto, então ele tem que descer. Apertei o botão que o manda descer.
    Fiquei surpreso com a lógica utilizada por ele. Nunca tinha pensado dessa forma, mas tive a oportunidade de perceber, em várias oportunidades, que esse é um pensamento comum: que o botão serve para indicar ao elevador o que tem que fazer.

Sua vez de falar

Seu e-mail não será publicado